A modernidade estampada nas fachadas

Bruna Marchioretto

Com tamanha responsabilidade, a fachada da casa é conhecida por ser o cartão de visita e já mostra sugestivamente o estilo  que será visto por dentro. Por esse motivo, é preciso bastante atenção na hora de projetá-la. Aliar a estética à funcionalidade e perfil dos donos da casa, neste momento, se faz primordial – afinal, uma entrada útil e agradável pode se tornar triunfal. Nesse contexto, com volumes assimétricos, texturas diversas, linhas retas, cores neutras e vidros diversos, as fachadas modernas ganham destaque. Sua geometria simples traz ainda mais beleza e facilidade de composição, garantindo formas invejáveis. Além disso, os detalhes que unem praticidade à beleza fazem toda a diferença. Por este motivo, pé direito duplo acompanhando também janelas que valorizam iluminação em uma sala de estar, por exemplo, agrega mais valor ao local. Baseando-se nestas características, linhas retas e limpas, iluminação e paisagismo pontual, madeira, concreto e até telhado em platibanda podem caracterizar uma casa moderna quando os materiais – citados à cima – são aplicados com sabedoria em um projeto. Assim, sua objetividade e formalidade as refinam ainda mais por meio de soluções que diferenciam uma fachada comum de uma fachada diferenciada. 

Casa com recortes e aberturas que diferenciaram a fachada

 

O uso de vidro no segundo pavimento valorizou tanto a utilidade de ter luz natural durante o dia quanto a beleza de um pavimento coberto por madeira, concreto e vidraçaria

 

Cores neutras em contraste com a madeira, recortes diferenciados e um pé direito duplo exposto pelo vidro chamam a atenção nesta foto

 

Predominantemente neutra com esquadrias grandes que revelam todo o interior, esta casa é favorecida com muita luz solar

 

Também com grandes esquadrias nas janelas e visível pé direito duplo, esta casa procurou valorizar o revestimento. Assim, aplicou-o em boa parte da fachada, destacando-a

 

Como na maioria das casas modernas, nesta cores neutras e vidraçaria também tem participação latente na parte frontal da casa

 

Quando o assunto é simetria, porque não fazer uma casa com telhados platibanda?

 

Casa cujo planejamento se adequou às curvas de nível, valorizando fachadas modernas por meio de esquadrias e corrimãos em vidro

 

 

Claramente com uma fachada moderna, evidenciada por inúmeras peças de vidro, uso de revestimento e uma volumetria ortogonal

Transforme os ambientes integrados com mais harmonia e originalidade

Daiana Capuci

Com metragens menores, os ambientes da casa estão cada vez mais integrados. Esta opção economiza espaços e deixa o lugar mais amplo e pronto para receber os convidados. Por isso, a Suvinil preparou algumas dicas para deixar a decoração mais original e sofisticada nestes cômodos.

Em ambientes pequenos, a cozinha ganha mais visibilidade ao ser agregada à sala. Nestes caso, é natural encontrar uma harmonia e, às vezes, até uma continuidade da paleta utilizada entre os dois espaços. Uma tendência que está conquistando muitos adeptos é o estilo mais industrial, a indicação é usar paletas em tons mais cinzas, como o Elefante e Crômio, e pitadas de tons quentes, como o laranja queimado Papoula.

Outra integração muito comum quando se quer ganhar mais espaço na casa é juntar a sala com a varanda. Esta opção é ótima para ter um ambiente mais conectado com o exterior. Além disso, uma dica para dar outra vida a decoração é compor o cômodo com jardins verticais. Os vasos de plantas podem ser pendurados nas paredes com ganchos, criando um cantinho perfeito para relaxar.

Investir em objetos multifuncionais também é uma boa alternativa para economizar os espaços. Neste caso, as cores podem trazer mais personalidade aos baús, cadeiras e estantes. Para os mais clássicos, a sugestão é investir em combinações com uma paleta mais terrosa. A mistura do tom Choconhaque com Allure, dão um toque aconchegante ao cômodo. Já para quem quer colocar um pouco de cor no ambiente, opte por tonalidades mais vibrantes nos móveis, como o amareloMostarda Dijon ou Azul-royal. Essas cores podem ser combinadas com tons mais neutros nas paredes.

A pintura é sempre uma opção muito vantajosa, pois ajuda a renovar ambientes e tem um ótimo custo-benefício. Para estes espaços com poucas metragens, a Suvinil indica o produto Maxx Rendimento, que é envasado em latas de 12,5 litros e pinta até 500m2 por demão. Isso equivale à pintura de uma demão de um apartamento de 120m², levando em consideração paredes e teto. O produto rende o mesmo que uma lata de 18 litros e é super fácil de aplicar.

Confira mais inspirações: https://br.pinterest.com/tintassuvinil/

 

Sobre a Suvinil

A Suvinil é a marca de tintas imobiliárias premium da  BASF e lidera a participação no segmento. A marca tem uma estratégia de negócio consistente, pautada em relacionamento com clientes, inovação e fortes investimentos. Adquirida em 1969 pela BASF, que entrava no ramo de tintas globalmente, a Suvinil possui mais de 50 anos de boas práticas, que resultaram numa completa linha de produtos constituída por látex PVA, acrílicos, esmaltes, vernizes, epóxi e complementos para pintura. Seu portfólio, produzido nas fábricas instaladas em São Bernardo do Campo (SP) e Jaboatão dos Guararapes (PE), atende todo o mercado nacional.

Sobre a BASF

Na BASF, nós transformamos a química para um futuro sustentável. Nós combinamos o sucesso econômico com a proteção ambiental e responsabilidade social. O Grupo BASF conta com aproximadamente 114 mil colaboradores que trabalham para contribuir com o sucesso de nossos clientes em quase todos os setores e países do mundo. Nosso portfólio é organizado em 5 segmentos: Químicos, Produtos de Performance, Materiais e Soluções Funcionais, Soluções para Agricultura e Petróleo e Gás. A BASF gerou vendas de mais de € 58 bilhões em 2016. As ações da BASF são comercializadas no mercado de ações de Frankfurt (BAS), Londres (BFA) e Zurich (AN). Para mais informações, acesse: www.basf.com.br.

 

 

Projeto urbano e cool idealizado pelo escritório PKB Arquitetura para um jovem casal

Bruna Marchioretto

Primeiro apartamento de um casal jovem que herdou um imóvel da família. Essa reforma teve várias reformas importantes em sua infraestrutura para atender às demandas dos novos proprietários. Primeiramente, o quarto de serviço foi convertido em uma despensa e em um lavabo voltado para a sala de estar, já que o casal gosta de receber amigos para jantares e festas. Um dos três quartos foi transformado em suíte para receber com mais conforto a família da cliente que é de outra cidade e vem constantemente visitá-los. Por ser um quarto bem amplo, uma parte do ambiente foi convertido no novo banheiro sem comprometer o espaço. A suíte existente se tornou o quarto do casal que foi ligada ao segundo quarto transformado em closet.

No entanto, o closet foi pensado de forma que quando eles tenham o primeiro filho seja simples a transformação em um quarto de bebê. Por fim, foi aberta uma janela conectando a sala com a cozinha, pois o rapaz gosta de cozinhar para os amigos e assim ele poderia interagir com os convidados. Na parede que tem a abertura para a cozinha foi feita uma estante que funciona também como bar com cervejeira e adega.

Um painel de correr embutido na estante foi projetado para possibilitar que a janela para a cozinha seja fechada quando for necessário. Uma vez aberto, o painel fica totalmente escondido por trás da estante. Essa abertura ainda se transforma em um balcão com dois lugares na sala e dois na cozinha. Esse balcão é usado para as refeições durante a semana e como apoio para o bar quando o painel estiver fechado. A sala foi pensada com um estilo bastante jovem para balancear o piso de tábua corrida com um tom um pouco mais escuro. A parede de frente para a TV foi feita com réguas de concreto armado construídas no local que contrasta com o móvel em laca azul colocado ao longo dela. Para quebrar a dureza do concreto, a parede imediatamente ao lado recebeu uma arte desenvolvida no local pelo próprio escritório, que incluía tons usados por todo o ambiente.

O resultado dessa combinação de acabamentos foi uma sala urbana e descolada. Já a cozinha teve inspirações retrô com seu tom de azul esverdeado e madeira clara nos armários. O revestimento das paredes é uma pastilha hexagonal branca que foi muito usada na década de 50 e 60. O ambiente ficou claro e calmo, contrastando com o “barulho” vindo da sala. Os quartos receberam tons neutros e claros que, juntamente com o piso de madeira, conferiu aos espaços uma atmosfera de tranquilidade. No quarto do casal foram usados ladrilhos hidráulicos amarelos para fazer uma cabeceira diferente para a cama. Por ser um material de produção artesanal cada ladrilho tem um tom diferente do outro e quando são colocados lado a lado criam um mosaico monocromático.

O banheiro da suíte do casal foi revestido com vidrotil transparente e recebeu piso imitando concreto da Portobello, e o piso de dentro do box é um porcelanato simulando madeira. O aspecto neutro do ambiente foi quebrado pela cor preta do armário que agregou sofisticação ao espaço. No banheiro social foi usado o mesmo porcelanato imitando concreto para revestir piso e paredes com exceção da parede principal que foi revestida com uma cerâmica imitando tijolinhos com textura em 3d, dando maior destaque à essa parede.

 

 

 

Palácio Tangará, o primeiro hotel 6 estrelas de São Paulo

Daiana Capuci
Cercado por jardins tropicais, o Palácio Tangará fora construído em 1990, com o intuito de abrigar um spa de luxo e se tornar o primeiro ‘’seis estrelas’’ na grande São Paulo. No entanto os problemas que surgiram de desentendimentos entre os sócios fizeram com que o local fosse abandonado durante 15 longos anos. Nesse meio tempo, a degradação do local se estendia gradativamente. Visto isso, foram necessários 3 anos para que o grupo alemão Oetker Collection – dono de outros 8 hotéis de luxo localizados mundo à fora -recuperasse-o. Hoje seus 141 apartamentos dividem-se em 13 categorias, abrigando um campo enorme para o decor (especialmente no que se trata do estilo neoclássico, predominante no local). Assim, o palacete de 27 mil metros quadrados hospeda inúmeros clientes que, ao visualizá-lo, ficam encantados com tamanha sofisticação e beleza encontradas ali.♥ Lindo demais….quero logo conhecer
 
 

A identidade no ​morar contemporâneo.

Daiana Capuci

CASA design Interiores aposta na originalidade, simplificação dos espaços e na otimização dos elementos naturais na Sala de Concreto na CASACOR Balneário Camboriú 2017

Ser autoral. Este é um dos desejos das pessoas na contemporaneidade, a possibilidade de expressão por meio das escolhas, das vestes, do gesto, da funcionalidade do corpo concretizada no lar. O jeito de morar da atualidade ganha leitura dos profissionais Moacir Schmitt Jr. e Salvio Moraes Jr, do CASAdesign Interiores, na Sala de Concreto, em exposição na CASACOR Balneário Camboriú (SC). O evento segue até o dia 25 de junho, no Edifício Marina Beach Tower.
 
“Solto, leve, singular, prático e sem amarração. Ninguém quer perder mais tempo, viver no automático. As pessoas querem curtir seus lares, ouvir música, ler um livro e receber amigos. Ter autonomia, um momento para si dentro de casa, aconchego em boa companhia e natureza por perto”, resumem os profissionais.
 
A Sala de Concreto
 
O espaço original, antes de ser ocupado pela dupla, lembrava uma caixa de concreto, localizado num canto do prédio que abriga a mostra. ​Considerado pelos profissionais o lugar perfeito para intervir com boas ideias e explorar a vibe de casa​. As superfícies brutas foram apenas suavizadas ​- lixadas -e harmonizadas com materiais ​atemporais, mais sofisticados. “Adoramos o refinado com o ​conceto, dá equilíbrio, uma cara urbana”, explicam.
 
 
A área de 127m2 virou um amplo living com ambientes acoplados​,​ o estar com a cozinha.Temos uma bancada central de silestone, onde podemos sentar ​em ambos os lados à mesa​, jogar conversa fora​, um hábito comum dos brasileiros​. ​O ambiente equipado também converte numa área de bar e degustação. Priorizamos uma certa privacidade entre os espaços, sem perder a ligação entre eles, delimitada apenas pela escolha dos elementos e da geometria”.
 
 
A madeira natural aquece a presença dura do concreto e do porcelanato que cobre o piso​, ​e ​envolve as paredes da sala e da cozinha. Nesta área também tem função de camuflar armários e é acentuada pelo mobiliário metalizado da Bontempo. “O móvel personalizado na cozinha tem desenho limpo e está alinhado com os eletrodomésticos. Para dar uma quebra na unidade injetamos cor, um azul bic brilho, no módulo do canto do móvel”, comenta Moacir. 
 
 
A luz natural ganha passagem através das aberturas criadas no ambiente pelos profissionais, revelando o ciclo e frescor do dia. “Temos uma janela frontal, bem em frente à floreira, ao lado da sala de jantar. Outra voltada para a parede verde nos fundos da sala. E um rasgo que ilumina a cozinha”, complementa Salvio. 
 
 
Na sala o conforto para relaxar e também receber está nas escolhas das peças. Como o sofá com shape minimalista da italiana Natuzzi, com assinatura dos arquitetos Manzoni e Tapinassi,  sinaliza que ali é lugar para ficar horas. Combinado ao traço do design nacional com destaque para a poltrona Almicar, uma homenagem ao escultor e artista plástico Almicar de Castro pelo estúdio Mula Preta. 
 
 
E mais outros nomes do portfólio nacional – Sergio Fahrer, Jader Almeida, Marcelo Ligieri – que pontuam e complementam a proposta espacial e visual da sala. Obras de arte, em especial a da artista catarinense Fabiana Langaro Loos, e objetos decorativos arrematam o mood proposto pelos Juniors, como são conhecidos e reconhecidos no circuito do décor. A criatividade e originalidade sempre ​são marcantes.
 

Sobre a CASACOR

Pertencente ao Grupo Abril, a CASACOR é reconhecida como a maior e melhor mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas. O evento reúne, anualmente, renomados arquitetos, decoradores e paisagistas e em 2017 chega à sua 31ª edição em São Paulo, com 20 praças nacionais (Alagoas, Bahia, Brasília, Ceará, Espírito Santo, Franca, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina), e mais seis internacionais (Miami, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai e Peru).

Serviço:

O QUÊ: CASACOR/BALNEÁRIO CAMBORIÚ

QUANDO: 14 de maio a 25 de junho de 2017 – Terça a Sexta das 15h às 21h

Sábado das 13h às 21h – Domingo das 13h às 19h

ONDE: Marina Beach Tower – R. 3700, 147 – Vila Real, Balneário Camboriú – SC

INGRESSOS: Inteira, R$40/Meia, R$20/Passaporte, R$100

INFORMAÇÕES: (48) 3065-0304

 

Marca curitibana lança cadeira infantil em formado de picolé

Daiana Capuci

No último mês de abril, foi realizado o Salão Internacional do Móvel de Milão 2017, na Itália. O evento, considerado o principal do segmento em todo o mundo, reuniu centenas de expositores de todo o mundo, entre eles a curitibana Lowii, especializada em mobiliário infantil. A marca chegou ao evento devido a sua recém-lançada cadeira Picolézinho, criada pelo designer Paulo Ferraz, que agora está disponível em todo o Brasil. A peça, que custa R$ 319, reproduz o picolé em uma versão lúdica para crianças, produzida com a madeira Tauari. A graça do projeto está no prendedor para bolsas e mochilas que é reinterpretado na forma de uma mordida. Ao invés de cores, o cliente escolhe entre quatro sabores (Goiaba, Baunilha, Maracujá e Pistache). A cadeira Picolézinho está disponível em lojas multimarcas e, também, na loa virtual da marca com entregas em todo país. Mais informações no site www.lowii.com.br

Rose Gold: Tendências de 2017

Daiana Capuci

Conhecida como a queridinha do momento, a linha Rose Gold (junção do dourado com o rosa) expõe traços de um modernismo elegante e sofisticado. Caracterizados por sua beleza exorbitante, gradativamente os objetos metálicos são utilizados na composição de projetos e na decoração dos móveis que compõem os ambientes.

Diante disso, hoje, diversos modelos de decoração abraçam tal linha, como é o caso de luminárias e torneiras, por exemplo, preenchendo os ambientes com uma decoração fina e aconchegante cada vez mais desejada. ♥

No último ano o Rosé Gold se tornou o tom queridinho dos estrangeiros e agora está chegando com tudo no Brasil, tanto para a decoração de suas casas quanto até mesmo para decoração de escritórios el lojas. 

Para mais dicas sobre o decoração Rose Gold acesse:

http://www.almanaquedamulher.com/cat-casa/rose-gold-nova-mania-na-decoracao/

http://www.casinhaarrumada.com/2016/03/rose-gold-na-decoracao.html
 

 

 

Diferenças entre estilos – Parte 3

Daiana Capuci

Estilo Moderno

Na história da arquitetura e do design de interiores, o movimento modernista é considerado o período entreguerras, que renovou profundamente as características dos projetos e os princípios de arquitetura , urbanismo e design. As novas concepções estéticas, como a simplicidade da forma, planta livre e o rigor compositivo, surgiram como uma consequência imediata da nítida prevalência da funcionalidade, do uso de materiais de construção inovadores, como concreto armado e vidro, e da aplicação dos conceitos de padronização e pré-fabricação.

O movimento modernista procurou abolir qualquer elemento decorativo, complemento ou adição à forma pura da construção, mas a verdadeira reviravolta.

Uma sala com decoração moderna remete a um estilo mais clean, sem rebuscamentos, prático, com poucos objetos, com elementos de design mais moderno e high tech, como o home theater. Os móveis, tanto de linhas retas como curvas, são mais simples, porém mais vistosos, ou seja, não passam despercebidos , chamam a atenção das visitas.

Criado como um contraponto para a pesada ornamentação típica do século XIX, o estilo moderno tem como lema a frase “a forma segue a função”, pronunciada pelo famoso arquiteto norte-americano Louis Sullivan. No interior do estilo moderno, funcionalidade é um princípio primordial e praticamente não há espaço para acessórios decorativos em excesso.

Seguindo algumas dicas, você pode facilmente criar a sua própria “máquina de morar” no estilo moderno:

Linhas retas, paralelas ou perpendiculares podem ser usadas como motivos decorativos, além de também servirem como base para a organização do espaço – posicionando os móveis ao longo de uma linha imaginária, você conseguirá criar uma impressão de ordem geométrica e harmonia do estilo moderno.

As cores dominantes em um ambiente de estilo moderno são, principalmente, o preto e o branco, além de vários tons de cinza, marrom e bege. As cores devem ser escolhidas de acordo com seus usos pontuais em contraponto com as cores primárias – amarelo, vermelho ou azul.

No próximo post, falaremos de outro estilo.

Projeto Laranjeiras

Daiana Capuci

Laranjeiras Residencie por Fernanda Marques Arquitetos  Associados, foi concluído em 2009, uma casa que esta localizado no litoral sul do estado do Rio de Janeiro de 950 m2.

O projeto foi inspirado pela beleza natural ao redor; ( uma das paisagens mais lindas do Brasil), a estrutura da casa foi toda de aço, mas toda revestida em madeira, para tornar acolhedora e proteger da maresias….

 

 

Para integração total entre as áreas internas e externas, foram utilizadas grandes janelas de vidro, permitindo que alem do living todas os quartos se integrasse com a paisagem


“Nós misturamos acabamentos sofisticados e contemporâneos (como laca, espelhos e aço inoxidável) e os rústicos mais (ervas marinhas, madeira recuperada). Os materiais também deve ser adequado para uso na costa “, diz o arquiteto, que também destaca a fluidez dada pelo layout arejado e a justaposição pura e simples de mobiliário de design contemporâneo e peças de artesanato”. diz arquiteta




 

Para contrabalançar o uso de madeira, o elemento essencial no arranjo estético do projeto, o projeto de interiores foram concebidos com uma forte ênfase no diálogo entre os materiais, tanto acabados ou não – oscilando entre o rústico e de alta tecnologia. Para o efeito, um dos principais desafios enfrentados pela arquiteta estava selecionando mobiliário e peças decorativas que eram contemporânea em sua aparência ainda estavam de acordo com o humor à beira-mar. Além disso, as peças baixas foram escolhidos, para que nada fique no caminho da vista para o mar.








 Lindo Projeto ♥

 


 

JV Butique loja especializada

Daiana Capuci

A JV Tubos e Acabamentos foi fundada no dia 24 de julho de 1985, e sua sede, localizada na cidade de Campo Grande-MS, possui uma área de 25.000 m².

A empresa trabalha para satisfazer as expectativas dos clientes, oferecendo-lhes produtos e serviços com preços competitivos e atendimento personalizado com profissionais da área extremamente competentes.

Aqui você encontra um grande estoque de tubos, conexões, válvulas e registros dos mais diversos materiais: ferro fundido, PVC, cobre, aço carbono, galvanizado ou preto e acabamentos em geral, utilizados no ramo da construção civil, indústria, irrigação, saneamento básico e agropecuária. Novos showrooms com os últimos lançamentos de pisos e revestimentos cerâmicos, laminados, porcelanatos, vinílicos e carpetes, bem como também louças, metais e acessórios.

Nos profissionais da área, sempre encontramos tudo para nossos projetos, e agora a JV ficou ainda melhor, ela vai inaugurar uma Butique especializadíssima em revestimentos, pisos, coifas, cubas e chuveiros dos sonhos. Os metais e cubas suspensas mais desejadas no momento, pisos e revestimentos de tirar o folego, tudo exclusivo, uma loja super especializada para atender aos Designers e arquitetos que querem um super diferencial para seus projetos.

A JV  Boutique vai trabalhar com as melhores e as mais exclusivas  marcas e aprovadas em todo o pais, e detalhe; ela terá um grande estoque para pronta entrega. Isso é  muito importante pra nos profissionais que sempre temos que esperar muito para chegar aquele material diferenciado para o nossos projetos.  Sejam bem vindos JV Boutique.

1 2

INSTAGRAM

INFORMAÇÕES

Endereço: R. Rio Grande do Sul, 1549 - 06 - Centro

Campo Grande - MS

contato@itdecor.com.br

© 2017 Studio It Decor - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Inovar Soluções Web